Educação Slideshow — 19 dezembro 2013

(Por/Yi Chan) 

我是巴西人 Wo shi baxiren (Eu sou brasileiro)

Uma das perguntas dos que  se “aventuram” a estudar chinês, é esta: por que mandarim? É chinês ou mandarim?

人 – Ren – Homem

A resposta aos que fazem confusão com esse tema é esta: os mandarins dividiam-se em duas categorias; a civil e a militar. Membros do alto escalão do Império Chinês, ajudavam na administração do Estado. O nome da Língua refere a “linguagem dos mandarins”, já que nenhum estrangeiro poderia negociar com a China se não  por intermédio de um mandarim, sob pena de morte.

 Cada categoria dividia-se em nove graus, subdividindo-se, cada uma dessas em duas classes: a dos grandes mandarins e a dos mandarins (comuns) ordinários. 

Instituído por Confucio, essa classe só recebia esse privilégio através de concurso.  Para melhor compreensão, siga o link  a baixo:

Os Mandarins “Um projeto de Confúcio“ 

                                                                            Idioma: chinês ou mandarim?

Mandarim funcionário da alta corte.

Para um estrangeiro é a mesma coisa! O mandarim padrão é como é chamada a língua oficial da China.  (Putonghua / Guoyu / Huayu / Hanyu), que é baseado no dialeto específico do mandarim. É claro que há diversos dialetos, devido formação da nação “ 中国 “(Zhongguo; Nação Centro), para nós ocidentais: China.

Porém tudo está simplificado no mandarim padrão. 

Desprovida de alfabeto, a escrita chinesa foi durante milhares de anos uma terrível muralha para estrangeiros, principalmente os ocidentais. Isso impedia que qualquer pessoa fosse capaz de compreender a China e seu estranho Império do Meio, Zhongguo, como é pronunciado em chinês; escrita simplificado 中国  /  tradicional 中國 , o que fez da China um país isolado e misterioso.

Após a abertura da China para o Ocidente, em qualquer lugar do mundo pode-se ter acesso a algum ensinamento através de professores que apenas obtiveram algumas práticas por morar na China durante algum tempo; ou algum chinês radicado no país estrangeiro, que se propõe a ensinar a sua língua para aqueles que gostam de desafios, que além de ser importante é muito interessante.

Há pouquíssimos(as) professores(as) que tem o domínio do chinês moderno com o sistema  romanizado (Pinyin) e o tradicional  chamado Zhuyin Fuhao: 注音符號ㄓㄨˋ ㄧㄣ ㄈㄨˊ ㄏㄠˋ; o método que facilita a pronúncia do caractere bem mais próximo do som necessário à compreensão, além do tom que diferencia uma palavra.

Zhuyin Fuhao: 注音符號;também chamado BoPoMoFo (pronuncia-se Pã-Phã-Mã-Fã), em referência às suas quatro primeiras letras, é o nome dado a um alfabeto chinês, criado para transcrever o mandarim em termos fonéticos; porém não tenho visto as escolas populares (essas de línguas estrangeiras) ensinando também nesse sistema; o que deveria ser feito em conjunto com o Pinyin, pois, este não proporciona o som necessário; e um completaria o outro.

Bo-Po-Mo-Fo

Quando o estudante tem a sorte de ter um professor(a) qualificado(a), certamente tomará gosto pelo desafio do idioma, do contrário ficará procurando uma escola que lhe mostre um outro caminho para melhor compreensão dessa complexa língua chinesa e seus quatro tons básicos e um dito quinto tom, que na verdade este não implica em nada durante o aprendizado, porque é absolvido naturalmente; e conforme mencionei acima, além do Tom, se o estudante se apegar somente ao Pinyin, não conseguirá pronunciar a maioria das palavras de maneira entendível para um chinês; porém é o que há nos bancos de dados, nos dicionários, nas apostilas etc. É o sistema oficial que a China aprovou, quando fez o sistema romanizado.

Exemplo:  no sistema romanizado Pinyin, este ideograma  Ren: Homem, gente, pessoa, humano  (pronuncia-se no segundo tom ( Rén) começa médio e sobe; mesmo sendo o padrão oficial para o mundo, não dá o verdadeiro som do caractere. Porém no sistema  Zhuyin, 人 ( ㄖㄣ´ ) Homem, gente, pessoa, humano; o aprendiz consegue pronunciar a palavra homem em chinês de maneira entendível; porque a pronúncia não é Rén, o som é puxado mais  para o ZG (Zgém), ㄖㄣ este é o Zhuyin.

 Qián  (dinheiro) é um outro exemplo, pois, a pronuncia só é mais entendível quando usamos o sistema Zhuyin,  Qián (ㄑㄧㄢ´) a pronúncia é mais ou menos assim; tchién .  多少钱? duo-shǎo-qián? /quanto custa?

Os Tons :

Em chinês, uma mesma sílaba pode ter significados diversos, dependendo da intonação ou tom utilizado

  • O primeiro tom ( yınpíng 阴平 ) é agudo reto e constante, como o barulho do tom de telefone livre,  o sinal é ( - ) ex:  ummmmmm 
  • O segundo tom ( yángpíng 阳平 ) começa médio e sobe, é como se  não tivéssemos ouvindo direito uma pergunta;  o sinal é (´) ex: quemmm ?  
  • O terceiro tom ( shàngsheng  上声 ) começa médio, fica baixo e sobe até o alto (não muito alto)  imagine uma  vogal craseada (à) o sinal é ( v ) ex:   aa 
  • E o quarto tom ( qùsheng  去声 ) começa alto alto e desce rápido e direto como se fosse uma pancada! ou uma resposta com raiva; o sinal é ( `) ex: tá 
  • Há um quinto tom que na verdade não é considerado tom, pois não tem tonalidade é marcado com um ponto ( ) em na parte superior do caractere.

 

Eu                Você                        Ele                     Ela

É bom esclarecer que esses sinais que identificam os tons, só aparecem nas apostilhas para os estudantes aprendam pronunciar o som com a devida tonalidade exigida, isso não acontece em outros casos,  e só no sistema romanizado Pinyin (em chinês: 拼音, Pīnyīn). 

No sistema tradicional era usado Zhùyīn fúhào, também chamado Bopomofo (leia-se: pã-phã-mã-fã), em referência às suas quatro primeiras letras. É o nome dado a um alfabeto chinês, criado para transcrever o mandarim em termos fonéticos. Seu código internacional é ISO 15924 . Usado largamente na República da China (Taiwan), é um sistema fonético compreensivo, constando de 37 símbolos que representam eficientemente todos os sons possíveis no mandarim padrão.

Taiwan República da China

Os chineses certamente não tinham muitos problemas entre eles, porém os japoneses não entendiam quase nada do que era pronunciado pelos chineses então, os japoneses, inspirando-se nos Kana do Japão criaram esses sistema, sua principal função é auxiliar no aprendizado da língua chinesa, especialmente a escrita, já que os caracteres usados na escrita chinesa não refletem o som mas sim a ideia em si (embora muitos caracteres tenham alguma vaga indicação da pronúncia através do uso de radicais) se bem que a língua não tem nada a ver, apenas alguns caracteres porém o significado é uma outra coisa.

 Zhuyin Fuhao: ㄓㄨˋ ㄧㄣ ㄈㄨˊ ㄏㄠˋ

 Xué xiào,学校, escola              

  • 我是美国人  wo shi meiguoren ( eu sou americano )  

  • 我是 法国人  wo shi fa guoren ( eu sou francês )

  • 我是德国人  wo shi de guoren ( eu sou alemão ) 
  •          
  • 我是英国   wo shi ying guoren ( eu sou inglês )
  •        
  • 我的名字是     wo de ming zi shi  (o meu nome é )  Yi Chan 

    我的名字是 wo de ming zi shi (Yi Chan )

 

 

 

(Por Yi Chan)

 

                                       

 

 

Compartilhar

Sobre o Autor

admin

(0) Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>