Educação Slideshow — 17 julho 2013

Também chamado de “Pés de Lírio ou pés de ouro”

mais parecia uma pata de animal do que um pé humano…

Totalmente oposto ao nome com que eram chamados, os pés das mulheres chinesas não tinham nada de belo  muitíssimo pelo contrario, as mulheres e os homens chineses  talvez não conheciam ou não se importavam com a beleza dos pés com as unhas moldadas; se conhecessem pés como este em destaque, jamais iriam dar início à cultura do “pezinho”; a não ser que eles (os homens guerreiros) não queriam ir para frente de batalha e deixar suas mulheres com os pés bem cuidados, e ser objeto de cubiça por chamar atenção pela beleza.

Vejam; alguns países do oriente médio continuam com suas culturas que oprimem as mulheres, que não devem deixar os cabelos visíveis aos não da família, poque isso seria um objeto do desejo dos outros homens.

Na realidade os homens chineses tinham medo das mulheres com os pés bonitos. Queriam as mulheres dentro de casa.

Na China antiga, as meninas, já quando criança tinham início ao martírio, sendo enfaixado o pezinho delicado e inocente, sabe-se que elas choravam de dia por conta da dor e da dificuldade de locomoção e de noite quando naturalmente, havia reação do corpo com o inchaço, e também por conta da mudança da temperatura; imaginem que martírio aquelas inocentes passaram.

Tentarei explicar a verdadeira razão pela qual, e como se deu o início daquela prática, “definitivamente dissimulada e maldosa”.

A prática de amarrar os pés e evitar que eles crescessem era geral, sem contestação para a sociedade chinesa até o fim do Império em 1911, quando deixou de ser obrigatório; e passou a ser ilegal; só que  a lei não pegou, cada homem mandava na sua esposa, e as esposas não queriam desobedecer os seus maridos, se bem que o estrago já estava feito desde o berço, os pais já cuidavam das menininhas bem cedo para não ficarem solteiras dentro de casa… Alguns anos mais tarde, depois da Guerra Civil que levou à China o Regime Comunista em 1949, e definitivamente com a tomada do poder pelo lider (毛泽东)  Mao Tse-tung, a partir de 1950 ficou proibido e fiscalizado, e seriam punidos os que fossem pegos  cultivando a nefasta prática de mutilar os pés.

A versão que há, e que parece miseravelmente a mais aceitável  é a lenda que relata uma das concubinas do príncipe (李裕)  Li Yu, morto em 17 de março de 905. A tal concubina dançava graciosamente nas pontas dos pés, como se fosse uma espécie de balé; sendo essa “bailarina” Yao Niang  ou Li Yao Niang, a favorita, devido ao seu super desempenho como amante; o negócio é que o príncipe  ficava encantado pedindo bis. A pobre Yao Niang  resolveu enfaixar os pés para que pudesse dar a sustentação necessária, se manter em forma, e assim, marcar sua posição de favorita do príncipe.

Como tudo o que é segredo não dura mais de três dias, o príncipe deve ter dito alguma coisa mais a respeito de “sua amada”, os homens da corte perceberam que havia algo de  muito especial naquela “bailarina” e cochicho pra lá e pra cá… Todas as mulheres deveriam amarrar seus pés para serem semelhantes à “princesa”.

Não se sabe se alguma delas foram páreo para a Yao Niang, ninguém iria  rebaixar a sua esposa, e assim todos queriam se casar com uma espécie de Yao Niang, que diziam ser a forma e a fôrma perfeita, exatamente o número do príncipe.

A prática de amarrar os pés criou uma espécia de identidade para uma mulherchinesa e se transformou em “Moda” que moda… Uma moça deveria ter o capricho de construir os

seus próprios sapatinhos bem bordadinhos, bem bonitinhos, bem pequenininhos. ” Bem Humilhantes” porém elas não tinham mais escolhas, pois, “quanto menor os sapatinhos, melhor seria o desempenho da fêmea” que quanto mais elas tinham que se equilibrar nas pontas dos pés, mais fortalecia os músculos vaginais, o que aumentava o prazer do parceiro;  e a chance de se casar mais rápido com um parceiro de maior poder aquisitivo.

Oh… é como fazer  amor com uma virgem a cada ato!

毛泽东; Mao Tse-tung

Os caras só pensavam em si, não davam a mínima para o sofrimento das infelizes ( mesmo que alguma se sentisse feliz). Uma mulher desacompanhada do marido não poderia ir longe, era muito difícil a locomoção; e os “seus donos” diziam que elas não poderiam pulara a cerca, castidade garantida; imbecilidade mais que suficiente.

Então, vimos que nem tudo que dizem ser bonito é legal, um sapato para adulto que mede 10 cm é bonito, mas, não é legal, e um sapato que mede de 7,6 cm, é muito bonitinho não é ?

É aí que a gente vê até onde chegou a maldade dissimulada que se  espalhou pelo território chinês durante mais de 1000 anos, e só acabou pela, raça e pelas graças do Mao ( 毛 );    Tsé-Tung (毛泽东 ).

Por/: Yi Chan

Yi Chan

 

 

 

 

 

Yi Chan

Compartilhar

Sobre o Autor

admin

(0) Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>