Esporte — 04 fevereiro 2013

Vice-campeão da GP2 em 2012, brasileiro  de 23 anos será companheiro do britânico Max Chilton na escuderia:

‘É a conquista de um sonho para mim’

A estreia de Razia está marcada para dia 17 de março, no GP da Austrália, que abre a temporada.

Felipe Massa, da Ferrari, não será o único brasileiro na Fórmula 1 em 2013. Após meses de apreensão e negociações, Luiz Razia garantiu seu lugar no grid. O baiano de 23 anos acertou com a Marussia e fará sua estreia na elite do automobilismo mundial neste ano. Vice-campeão da GP2, ele será companheiro do britânico, também estreante, Max Chilton. Razia mantinha conversas com a Marussia desde o ano passado e havia ficado surpreso com o anúncio de Chilton, acreditando que não teria mais chances. Porém, com a rescisão do contrato de Timo Glock no início de janeiro, o brasileiro voltou a apostar suas fichas no acerto com o time, que é baseado na Inglaterra e comandado por uma montadora russa. O anúncio oficial deverá ser feito no dia 5 de fevereiro, durante apresentação do novo carro, no circuito de Jerez de la Frontera (Espanha). A estreia de Razia está marcada para dia 17 de março, no GP da Austrália, que abre a temporada. Ainda restam vagas na Force India e na Caterham e o brasileiro Bruno Senna está na briga.

- Foi um processo um pouco longo e muito angustiante. Até esse último momento a gente estava sem nada, praticamente. E a gente conseguiu fechar no “último minuto”. O importante é que consegui algo que trabalhava há 11 anos na minha carreira, desde o kart até agora. E realmente é a conquista de um sonho para mim. Vale mais do que qualquer outra coisa – celebrou o piloto, que será o 30º brasileiro na F-1, o primeiro oriundo  da Região Nordeste do país.

Das corridas de gaiola aos 12 anos na cidade de Barreiras (Bahia), onde nasceu em abril de 1989, até a F-1, foi um longo caminho. Sua carreira em monopostos começou em 2005, na F-Renault 2.0 Brasil e na Fórmula 3 Sulamericana, categoria pela qual sagrou-se campeão no ano seguinte. Em 2007, o baiano fez boa temporada na Euro 3000, além de algumas participações na World Series. Sua história na GP2 começou em 2008, com a entrada na divisão asiática da categoria. Nos três anos seguintes, fez temporadas discretas por equipes médias. Paralelamente, alimentava o sonho da F-1 ao ao participar de testes de jovens pilotos na VRT (atual Marussia) em 2010 e na Team Lotus (hoje Caterham) em 2011.

 

Por Felipe SiqueiraRio de Janeiro

Edit./J.Coutinho

 

 

 

Compartilhar

Sobre o Autor

admin

(0) Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>