Ciência Slideshow — 08 outubro 2013

Usar a analogia bíblica para fazer o mal em nome de Deus?       

(Por/J.Coutinho)

Genesis 3 cap. 16 :   Multiplicarei grandemente a dor da  tua gestação ; em dor darás à Luz  filhos . O teu desejo será para  o teu marido, e ele te dominará

Genesis 3 cap. 19 : Do suor do teu  rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, porque dela fostes tomado; pois és pó, e ao pó tornarás.

                                    

James Simpson, Scottish physician

Tabu: Um dos tabus mais cruéis que regeram  civilizações em tempos antigos foi o que proibia a anestesia para diminuir a dor no parto das mulheres.

O primeiro homem a vir publicamente se rebelar contra essa crueldade foi o Dr. Simpson, na época com 24 anos de idade.

Lutar contra dogmas, não é fácil; e esse for de cunho religioso, aí é terrível !  A opinião teológica pessoal de cada individuo, que deveria ser somente dele, alguns se aproveitaram (e ainda hoje) da ignorância dos inocentes para impor suas práticas maldosas e perversas, dizendo que está na Bíblia.

A luta do Dr. Simpson todavia, não foi das mais fáceis. Foi talvez uma das mais árduas enfrentada por um reformador.

Nada pode ser mudado” quando da primeira tentativa de mudar o sistema e eliminar o tabu, aqueles que dirigiam a igreja e por sua vez, promulgavam as leis naquele tempo, disseram que nada podiam fazer, pois, a Bíblia era muito explícita quando diz:

Darás a Luz entre dores”

Uma questão de  interpretação”

O Dr. Simpson replicou que a Bíblia foi escrito em aramaico e que seria apenas uma questão de entendimento do texto escrito, que na expressão “dor” não significava sofrimento em absoluto, mais sim, esforço; numa outra passagem da Bíblia pode-se confirmar que é apenas expressão, por exemplo: “Ganharás o pão com o suor do teu rosto; entre esforços comerás o resultado do teu trabalho”.

 

Louis Pasteur

Responsabilidade de  Eva” o problema é que Eva levou Adão ao pecado e por isso tem de pagar com sofrimento pelo ato cometido. Esse argumento

era usado pelos opositores do Dr. Simpson; por sua vez, Simpson dizia que Deus foi o primeiro a usar anestesia quando fez Adão dormir para retirar dele uma costela da qual Eva foi feita; subtende-se que Deus fez Adão dormir para evitar a dor e o sofrimento dele.

“God Save the Queen” Deus Salve A Rainha – A contenda entre Simpson e a igreja se acirrava; tudo começa mudar quando a rainha Vitória da Inglaterra viu aproximar-se o momento de dar a Luz ao seu quanto filho. Precavida por ter sofrido demasiadamente nos partos anteriores, decidiu que Simpson acompanharia o seu parto; dai pra frente as coisas mudaram, quem manda na na Igreja da Inglaterra é a Rainha !

(Por/J.Coutinho)

Sir James Young Simpson  * 7 de junho de 1811 —  + 6 de maio de 1870  -foi um médico escocês importante na história da medicina; descobriu as propriedades anestésicas do clorofórmio e com sucesso o introduziu para o uso médico geral.

Louis Pasteur

James Simpson foi o primeiro a usar anestésico para ajudar a aliviar a dor durante o parto. Prática que foi duramente combatida, pois alguns equivocadamente, interpretavam que tal pratica era contra a natureza e a vontade de Deus, quando no livro de Gênesis diz que o parto seria com dor. O assunto só foi superado quando a Rainha Vitória aceitou ser anestesiada com clorofórmio quando do parto do príncipe Leopoldo, Duque de Albany em 1853.

Dr. James Simpson, o grande médico que desenvolveu a anestesia, experimentou uma terrível perda quando seu filho mais velho morreu. Ele sofreu profundamente, como qualquer pai sofreria. Então, ele descobriu um caminho de esperança. No túmulo de seu amado filho, ele erigiu uma lápide e nela escreveu umas palavras que demonstravam Sua esperança e fé nas promessas de Jesus: “Apesar de tudo, Ele vive”

Com a vitória sobre as crenças da época, Simpson despontou um verdadeiro “reformador”; tantas glórias, homenagens, e um lugar especial na Casa Real da Inglaterra deveria por tudo isso ser o Final Feliz para vida desse grande cientista, mas infelizmente não foi.

É uma pena que tal homem, que contribuiu tão decisivamente para humanizar hábitos cruéis de civilizações  antigas, tenha se tornado mais tarde um dos mais ferozes inimigos de Pasteur. ele ria e debochava da ciência  defendida por Louis Pasteur, Simpson não acreditava em micróbios, absolutamente. Ele dizia que Pasteur era um lunático e deveria ser internado num hospital de doenças mentais  para o conveniente tratamento.

E diziam que muitas vezes antes de começar operações ele continuava a zombaria contra Pasteur, dizendo aos seus assistentes:  ”Bem, cavalheiros, os senhores não acham melhor fecharmos portas e janelas para evitar que os, os pequeninos seres do Senhor Pasteur venham nos incomodar?”

Tal Simpson, muitos outros renomados cientistas também fizeram pouco caso dos grandes inventos; basta ver a história do Telefone, Rádio,(esse era coisa do demônio), e o Carro em Nova Iorque? Diziam que aquela coisa barulhenta era passageira pois: “O cavalo é eterno”

(Por/J.Coutinho)

 

(Por/J.Coutinho)

(J.Coutinho)

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar

Sobre o Autor

admin

(0) Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*



Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>